domingo, 25 de dezembro de 2011

Capítulo 62

"Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu."
-Fernando Pessoa in Mensagem.

Percorridas as metáforas
Tomo-te a sério, irmã.
Fica da tua essência
O cheiro da verdade.
Pega o leme, ergue a vela!
Corre o imenso mar azul
Em busca do beijo eterno;
Só saudades tens de lastro.

Dona da sensibilidade,
Marcada pelo desejo
Pela vida afora...
Terra à vista, vida a prumo!
Vento em popa, segues
Incendiando de paixão
As rotas percorridas
No imprevisível sonho-mar.

(Para Cristina Semeraro Rito Cardoso)

Um comentário:

  1. Cristina Semeraro Rito31 de dezembro de 2011 01:08

    Debora, amiga querida

    Teus versos me leem,
    raspam aquilo que nem sei...

    Você é uma Rainha

    ResponderExcluir