sexta-feira, 12 de maio de 2017

Capítulo 78

Tenho a calma da urgência
Na intensidade do olhar
No instante antes do toque
No desejo a sublimar.

Do querer enclausurado
Na virtualidade do lugar
No tempo estagnado,
A delícia do sonhar.

O belo sustenta o olhar
O inteiro segura o desejo
O grande se faz no beijo
E nos corações a pulsar.

Tenho a calma da urgência
De outra vez te encontrar.

sexta-feira, 31 de março de 2017

Capítulo 77

I saw a shadow
I saw a shadow
in your eyes
It was when you
talked about her
I felt the pain
I heard the scream
inside your heart
The shadow of nevermore...

quinta-feira, 30 de março de 2017

Capítulo 76

No último instante
você me deu algo
um suspiro, um olhar
que me fez ficar
preso a sonhar
na solidão do querer
a cada instante
voltar.

As palavras dançam;
os desejos inflam
na ínfima certeza 
da tua beleza,
na dúvida constante
do teu semblante
no último instante.

Sem dar conta
do medo
saio em segredo
colhendo migalhas
no chão que me falta.
Me destes um instante;
ganhei eternidade.

sábado, 18 de março de 2017

Capítulo 75

Há algo na essência
Que transmuta o óbvio
Que ascende os rostos
Que transcende os corpos
E transborda a alma
E derrama a calma
No espelho do sorriso
Do belo e gentil
Leve e sutil
Que a tudo encanta.

domingo, 20 de novembro de 2016

Capítulo 74

São meus teus cabelos ao vento
Que me trazem o alento 
das coisas distantes.

São minhas tuas noites encantadas
Que me fazem sonhar 
por detrás do sofrer.

São minhas tuas cantigas entoadas
Batidas nos sons 
de minh’alma cansada.

Sou teu enquanto vivermos
E mesmo após o tempo 
de corpo e de sangue.

É minha tua jornada 
pelos cantos do mundo 
Pelo ódio e pelo amor.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Capítulo 73

nos olhos doces
a mancha da solidão
esforço do contato
na espera 
da conclusão.

domingo, 29 de novembro de 2015

Capítulo 72

Não defina-me

Não tente definir-se por mim

Não seja o não ser apenas;

As membranas que nos cercam

São maleáveis e permeáveis;

Definir-me seria

Indefinir-te a todo momento.


O que precisas

É decifrar-me

No código insecreto

Do desejo e consentimento

Que havemos enfrentado.