segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Capítulo 17

Procuro razão para a vida
Busco em vão no meu coração
Enquanto cresce a ferida
Alastra, comprime, abate
Enfraqueço, espero que mate
Entendo finita a minha porção.

De repente bate um vento
Lembrando a tal da esperança
Funciona como alento
O sol parece brilhar
A escuridão recuar
Trazendo a doce lembrança.

Depois outra vez a chuva
Em alternância sublime
Caindo como uma luva
Aos desejos de minha alma
Que enfim então se acalma
Já não há o que a anime.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Capítulo 16

When I saw the shadow
Coming by the lake
Rushed to throw the pebble
Disturbing it would make
Time was what I needed
For the last one good deed

Help me to bring the sun
Source of my inspiration
Once more a bit of fun
To the land of frustration
Where once I've been inspired
Happily and fully desired

If only there was any hope
To touch the sky again
Such burden I'd never cope
And here came the rain
Revealing all the weakness
No longer would be happiness.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Capítulo 15

Escuro é teu nome
Mistério sem par
Menino bonito
Tão fácil de amar

Distante de mim
Caminhas por perto
Em outro sonhar
Feliz eu desperto

Pois logo que vejo
Você a sorrir
Enxugo meu pranto
E volto a dormir.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Capítulo 14

It may have started all over again
Despite the warnings of my brain
'Cause when I laid my eyes on you
My heart could tell me it was true

But soon the promise was broken
Even if it was never spoken
Something was lost deep inside
A feeling missed or put aside

Because of you I was so bad
For the first time I was sad
You were vanished in my heart

Thought my whole body would part
And a shadow I will remain
Felling nothing more than pain.

sábado, 5 de setembro de 2009

Capítulo 13

Usufruir do momento
Para chegar ao perpétuo.
Tateando a superfície
Buscando o profundo...

Chegamos frente a frente
Sem enxergar o real;
Vendo no outro
Parte de nós... apenas.

Afinal, o que somos?
Reflexos? Desejos?
Fantasmas do que fomos;
Ilusões do que seremos.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Capítulo 12

Take me Home

What in this world
Can prevent me
From the deep blue sea?
What could possibly
Take me away from this sin?
If the magic of a thought
Brings me here again
So quickly and desperately
Hungry for love, hope, desire...

Desire is what drives me
Hoping to be loved
Longing to be kissed
Dying to be here,
In your arms.